Guia de tendências que vão gerar impacto de negócios até 2025

A distância entre as tendências tecnológicas emergentes de hoje e as realidades futuristas de amanhã é muito menor do que muitas pessoas pensam — então, como as organizações devem se preparar para grandes mudanças tecnológicas que podem surgir nos próximos anos?

Neste guia, vamos falar sobre as principais tendências para gerar negócios até 2025 e explicar como a sua empresa pode tirar proveito delas nos próximos anos. Acompanhe!

Qual a importância de acompanhar as tendências para gerar negócios?

Um nexo de tecnologias, pressões comerciais e dinâmicas de negócios e consumidores está mudando a maneira como trabalhamos, executamos transações e gerenciamos nossas vidas diárias. Essas mudanças são onipresentes e, às vezes, imperativas: como podemos saber se nossa empresa está acompanhando o ritmo ou, melhor ainda, definindo-o?

Independentemente do setor em que nos inserimos ou do departamento em que trabalhamos, manter-se atualizado com as tendências de tecnologia é fundamental. Isso desempenha um papel significativo, principalmente nos seguintes aspectos:

  • aumento da sua visibilidade para os clientes;
  • oportunidades crescentes com novas ideias e novos empreendimentos.

Quais são as principais tendências que gerarão impacto nos negócios até 2025?

Muitas tecnologias despontaram nos últimos anos como agentes promissores da transformação digital nas empresas, e a combinação entre elas pode ser o grande destaque até 2025. Vamos falar sobre as principais.

Hiperautomação

Quando falamos em hiperautomação, estamos nos referindo ao uso de inteligência artificial (IA), aprendizado de máquina (ML), automação de processos robóticos (RPA) e outras tecnologias avançadas para automatizar e simplificar os processos de negócios — os chatbots inteligentes são exemplos disso.

A Forrester prevê que o mercado de automação de processos robóticos (RPA) — apenas uma parte da equação de hiperautomação — chegará a 12 bilhões de dólares em 2023. Já um guia de gastos do IDC prevê que, em 2023, os gastos mundiais com sistemas de IA ficarão próximos de 98 bilhões.

A hiperautomação é mais que apenas fazer com que uma máquina ajude na execução de uma série de etapas para realizar uma tarefa. Pode permitir que o software reconheça e aprenda os processos de negócios e ajude a melhorá-los. Portanto, ela se tornará uma parte essencial de qualquer negócio, onde aumentar a eficiência é uma prerrogativa impulsionada por programas estratégicos de RPA.

Integração de PNL

O processamento de linguagem natural (PNL) é um facilitador natural dos aplicativos inteligentes e intuitivos que a maioria de nós usa todos os dias e está transformando a maneira como os humanos, e os computadores se comunicam. Impulsionado por tecnologias semânticas e cognitivas, o futuro do processamento de linguagem natural será capaz de capitalizar seu potencial para a compreensão humana da fala e do texto por meio de uma variedade de aplicações.

As técnicas de PNL incorporam uma variedade de métodos para permitir que uma máquina entenda o que está sendo dito ou escrito na comunicação humana — não apenas palavras isoladas — de uma maneira abrangente. Isso inclui linguística, semântica, estatística e aprendizado de máquina para extrair entidades e relacionamentos, eliminar a ambiguidade de significados e decifrar ambiguidades na linguagem.

A comunicação humana — conversação e texto — faz parte de quase todas as nossas interações com as máquinas. O Eco da Amazon é apenas um exemplo do movimento em direção a um futuro que coloca os humanos em contato mais direto com a tecnologia. O conceito de uma interface de usuário invisível ou nula dependerá da interação direta entre o usuário e a máquina, seja por meio de voz, texto ou uma combinação dos dois.

Edge computing

O mercado de edge computing — ou computação de borda — está tendo um crescimento exponencial. Na verdade, o IDC prevê que os gastos com essa tecnologia chegarão a 250 bilhões de dólares em 2024. Então, quais são as forças motrizes por trás desse crescimento?

Existem muitos fatores contribuintes. Primeiro, as opções de onde implantar serviços de borda estão se expandindo de data center e nuvem central para borda de rede, de telecomunicações e de dispositivo. Além disso, os casos de uso para esses novos serviços estão crescendo em um ritmo rápido, especialmente desde que a pandemia de COVID-19 descentralizou o mundo.

Recentemente, vimos avanços tanto na gama de serviços de edge quanto em sua adoção. Os recursos de edge computing permitem que os profissionais de TI obtenham benefícios de desempenho e custo para seus aplicativos e permite que a alocação de recursos seja realizada sob demanda e em escala. A extremidade da rede é distribuída por vários locais conectados e normalmente está localizada ao lado de serviços complementares, como uma rede de distribuição de conteúdo.

Por que as empresas começarão a integrar a borda da rede? Para aproximar o processamento de dados de seus usuários finais e desenvolver casos de uso adicionais. A borda da rede oferece acesso a vários locais de computação próximos aos usuários, sem aumentar a sobrecarga operacional de gerenciamento dos demais locais.

Isso ajuda a melhorar o desempenho do aplicativo e aumentar a agilidade de desenvolvimento. Quando se trata de infraestrutura de tecnologia, as empresas precisam de uma solução versátil e escalonável para oferecer suporte a suas inovações. A borda da rede está gerando inovação ao colocar as empresas no controle sobre como utilizam recursos orquestrados em locais distribuídos para permitir vários avanços, como personalização e localização do fluxo de trabalho.

Combinação com serverless computing

A serverless computing — ou computador sem servidor — oferece nova flexibilidade para desenvolvedores à medida que projetam e implantam aplicativos e serviços. A implantação automatizada em muitos locais elimina os desafios operacionais e permite casos de uso que exigem maior desempenho e dados mais localizados, a fim de melhorar a experiência do usuário.

Para os desenvolvedores, a abordagem escalonável para a infraestrutura que a computação sem servidor oferece permite a implantação de lógica complexa para qualquer aplicativo ou serviço sem sobrecarga operacional adicional, e este ano vimos mais empresas tirando proveito desses recursos.

Além da mídia e da transmissão, esperamos ver a borda da rede e a computação sem servidor desempenhando um papel maior em aplicativos de grande escala, como o suporte a cidades com serviços inteligentes e os requisitos de dados de borda industrial e serviços de IoT.

Serverless computing

A adoção da serverless computing está lenta, mas, seguramente, atraindo a atenção dos desenvolvedores da web. Esse tipo de programação está mudando completamente a maneira como os aplicativos são construídos, distribuídos e executados. Você pode construir e usar aplicativos sem pensar em servidores.

A computação sem servidor se refere a um modelo quando o provedor de nuvem executa o servidor. Como você pode ver, apesar do nome, os servidores ainda existem. O modelo não se livra dos servidores. O software existe na nuvem pública. Você pode criá-los para quase qualquer tipo de serviço ou aplicativo de back-end.

O que ele faz é eliminar algumas tarefas, como manutenção do sistema operacional, provisionamento de capacidade e cluster e patching. Uma tecnologia como essa pode enfrentar muitos desafios, mas certamente deve crescer nos próximos anos. À medida que as pessoas se familiarizam com este modelo e seus benefícios, elas se tornam mais abertas ao uso de computação sem servidor.

O ambiente de negócios de hoje é dominado pela transformação digital. Empresas que priorizam o digital e empresas ligadas nisso estão correndo para atualizar sua infraestrutura de TI, enquanto os executivos lutam para maximizar o retorno de seu investimento em tecnologia. Isso é especialmente crítico em um mundo pós-pandêmico, onde as empresas estão fazendo negócios remotamente, bem como gerenciando equipes remotas e distribuídas.

Como tal, as organizações devem encontrar uma maneira de aproveitar uma infraestrutura de tecnologia cada vez mais complicada. E com a velocidade com a qual o mercado de computação sem servidor deve crescer para 21,1 bilhões de dólares até 2025, é a tecnologia crítica de próxima geração que capacitará as empresas a serem mais ágeis e econômicas na construção de seus aplicativos nativos da nuvem ou web apps.

Os principais benefícios incluem não ter que lidar com nenhum gerenciamento de servidor, custos mais baixos, maior escalabilidade, implantação mais rápida e permitir que os desenvolvedores criem aplicativos sem ter que se preocupar com a infraestrutura.

Como uma arquitetura nativa da nuvem, a computação sem servidor coloca o trabalho e a responsabilidade sobre o provedor da nuvem para provisionar e escalar rapidamente qualquer poder de computação necessário no momento para garantir que seu aplicativo seja executado na velocidade e escalabilidade necessárias. Isso, por sua vez, libera seus recursos mais caros — seus desenvolvedores — para se concentrar no desenvolvimento de aplicativos e na criação de valor em vez de gerenciamento de infraestrutura.

A serverless computing também é mais econômica para recursos de computação. Os provedores geralmente usam um modelo de preço de “pagamento por uso” ou de consumo com capacidade de aumento e redução automática em vez de ter de pré-comprar unidades de capacidade.

Além disso, ao liberar os desenvolvedores para se concentrarem apenas em seus aplicativos, as empresas podem obter a implantação muito mais rápido do que em um modelo de infraestrutura tradicional. Os desenvolvedores podem fazer upload do código como um grupo de uma vez ou fazer upload e editar funções uma de cada vez.

Como o código pode ser implementado em segmentos como microsserviços, os aplicativos são mais rápidos para chegar ao tempo de execução. O aplicativo pode ir para a implantação enquanto várias partes do código continuam sendo trabalhadas, resultando em um tempo geral de lançamento mais rápido no mercado.

Como preparar sua empresa para essas tendências de mercado?

Hoje, a maioria das organizações está usando alguns serviços em nuvem. Muitos deram o primeiro passo para ‘’elevar e mudar’’ suas cargas de trabalho de soluções locais para a execução em máquinas virtuais e, em alguns casos, em contêineres.

Mover a computação de uma empresa para a nuvem é um grande passo na direção certa. No entanto, isso por si só não é suficiente para atender ao aumento nas necessidades de dados e computação em um futuro próximo.

As organizações empresariais que adotam uma abordagem de orquestração de contêiner de microsserviço ainda estão usando uma estratégia de ‘‘servidor cheio’’. Essa estratégia, embora permita um melhor dimensionamento do que a solução local, ainda requer que a organização empresarial gerencie e provisione os servidores e se preocupe em como escalar para reagir ao aumento do tráfego.

Além disso, as organizações precisarão saber como reduzir a capacidade quando o tráfego diminuir para ajudar a gerenciar os custos. É a vazante e o fluxo dos recursos de computação, a quantidade cada vez maior de dados e a preocupação contínua com atualizações de segurança que tornam a abordagem sem servidor uma estratégia atraente.

Por que adotar uma arquitetura serverless?

A reação inicial de um grande número de pessoas será alavancar os recursos da nuvem sem servidor para reduzir custos. Mas o verdadeiro motivo pelo qual as organizações empresariais devem considerar a computação em nuvem sem servidor é o aumento:

  • agilidade de negócios;
  • escalabilidade, alta disponibilidade e tolerância a falhas de serviços empresariais;
  • segurança.

A maioria das organizações de TI fala sobre ter um pipeline robusto de integração contínua/implantação contínua (CI / CD) para garantir que os aplicativos e dados estejam continuamente prontos para a produção. As organizações também precisam começar a incluir o pipeline de Agilidade Contínua, Resiliência Contínua e Segurança Contínua (CA / CR / CS).

Como acompanhar essas tendências?

Os avanços na tecnologia parecem acontecer tão rapidamente que você pode perdê-los em um piscar de olhos. Quando você administra uma empresa, é essencial estar sempre atualizado sobre as maiores tendências, caso contrário, você corre o risco de se afogar na onda da concorrência.

Ficar à frente do pacote pode significar a diferença entre uma pequena empresa próspera e uma falida, então faça o seu melhor para fazer contatos, ler sobre os produtos mais recentes e aplicar seu novo conhecimento de tecnologia ao seu modelo de negócios. Então, quais são as maneiras mais simples de se informar sobre as últimas tendências em tecnologia?

Participar de eventos do setor

Provavelmente, a melhor maneira de ficar por dentro das tendências em tecnologia é conversar com especialistas do setor; as pessoas que vivem e respiram tecnologia. Esses tipos de eventos oferecem a experiência em primeira mão de novos produtos e a mais recente tecnologia inteligente em todas as esferas.

Aproveite ao máximo sua participação nesses eventos adquirindo novos produtos, experimente novos aplicativos em desenvolvimento antes que cheguem ao mercado e pegue todos os brindes que você puder carregar. Dessa forma, sua pequena empresa pode definir tendências em vez de seguir a multidão.

Aproveite ao máximo as mídias sociais

Você também pode manter sua empresa em crescimento a par das tendências tecnológicas por meio das mídias sociais. Ao ver essas plataformas como fontes positivas de novas informações, você aprenderá muito e fará contatos vitais para o seu negócio. Siga as principais marcas de tecnologia, startups e empresas estabelecidas para identificar tendências emergentes em comunicação e anotar os produtos essenciais que seus colegas estão usando e comprando.

Também é bom ficar de olho no que seus colegas postam. Se eles pedirem informações ou ajuda e você tiver experiência, isso pode ajudar a criar um relacionamento e, a longo prazo, oferecer oportunidades para o seu negócio.

Leia sobre tecnologia

Leia os suplementos de tecnologia, compre revistas que tratam das últimas inovações e, se houver uma grande história com o tema da tecnologia chegando às suas telas, sente-se e tome nota. Comprar livros de assistentes de tecnologia promissores ou ouvir podcasts de tecnologia pode ajudá-lo a aprimorar uma compreensão mais completa da indústria de tecnologia e significará que você pode saltar sobre as novas tendências mais promissoras assim que ouvir sobre elas.

Veja o que as grandes empresas estão fazendo

Olhar para o que as grandes empresas estão investindo no futuro mostra uma ideia do tipo de tecnologia que você deve examinar agora. Claro, não estamos dizendo que você deve investir na criação de um carro sem motorista tão cedo. Mas, se as empresas maiores estão procurando tecnologias que minimizem a entrada do usuário, isso pode ser algo em que sua pequena empresa possa começar a pensar em investir no futuro.

Ouça o seu público

Se sua empresa não tiver uma idade variada de funcionários, pode ser difícil saber quais são as tendências para o seu público fora dessa bolha. Ouça o seu consumidor pretendido e as pessoas que estão fora desse círculo para descobrir quais peças de tecnologia eles descobriram recentemente. Esses novos gadgets ou plataformas podem ser aplicáveis a seus próprios pequenos negócios, e essa pode ser a etapa que o coloca à frente de seus concorrentes.

Qual é o papel da tecnologia no desenvolvimento de novos negócios ao longo dos próximos anos?

A tecnologia é essencial para que qualquer empresa funcione de forma eficiente e eficaz. Abaixo, estão algumas maneiras pelas quais acompanhar as novas tendências de tecnologia ajudará seus negócios, bem como as etapas práticas para se manter à frente.

Melhorar o atendimento ao cliente

Para garantir que você está fornecendo o melhor serviço para seus clientes, é fundamental que seus sistemas sejam executados da maneira mais eficiente e rápida possível. Estejam seus clientes interagindo com seu sistema de pagamentos ou visitando seu site, eles desejam uma experiência perfeita que lhes proporcionará o que procuram sem nenhum inconveniente — por exemplo, via canal omnichannel.

Ao ficar de olho nas tendências para gerar negócios do ponto de vista tecnológico e ficar atualizado com as tecnologias que afetam a interação do cliente com sua empresa, você garantirá que eles tenham uma experiência agradável ao interagir com sua marca, tornando-os mais propensos a comprar de você no futuro.

Otimize as operações

Conforme uma nova tecnologia é desenvolvida, os sistemas estão se tornando muito mais eficientes, operando muito mais rápido do que as tecnologias anteriores. Tarefas que antes pareciam pesadas agora podem ser facilmente simplificadas ou até automatizadas usando as plataformas certas. Ao estar ciente das novas tecnologias e tendências tecnológicas, você pode ajudar todas as áreas de sua empresa a funcionar de maneira harmoniosa e eficiente.

Fique à frente da competição

A tecnologia está melhorando continuamente e, se você não estiver acompanhando, é provável que seus concorrentes o façam. Você não prefere ter a vantagem? Ficar atualizado com a tecnologia preparará sua empresa para as mudanças nas demandas e expectativas dos consumidores. Acompanhar essas tendências aumentará sua relevância e o apelo do cliente, o que o destacará da concorrência.

Aumente a economia

O uso de tecnologia desatualizada aumenta o risco de seus sistemas falharem, o que pode ser muito caro para consertar. Embora a atualização para novos sistemas custe dinheiro no início, você precisa considerar isso como um investimento empresarial, pois vai economizar dinheiro no futuro em custos de reparo e manutenção.

Mesmo com os benefícios mencionados acima, muitas empresas presumem que se uma estratégia ou plataforma funcionou para eles, então sempre funcionará para eles, criando uma relutância em atualizar para tecnologias mais novas. Essa suposição é um erro para muitas empresas, pois correm o risco de ficar para trás em relação à concorrência, perder oportunidades e se tornar obscuras.

Para garantir que isso não aconteça com sua empresa, você precisa entender as maneiras mais eficientes de se manter atualizado com as tecnologias em constante mudança.

Defina uma estratégia de TI

Ao definir uma estratégia de TI que avalia suas necessidades tecnológicas e avalia os recursos disponíveis para você, você será capaz de restringir os tipos de tecnologias de que sua empresa precisa para operar com eficiência e estará mais bem preparado para ficar no controle delas.

Como identificar tendências de mercado?

Dada a velocidade com que as tendências de tecnologia surgem e crescem, pode ser difícil diferenciar entre aquelas que apresentam oportunidades reais e aquelas que podem representar riscos. Cada tendência tecnológica pode ter diferentes tipos de impacto potencial: amplo e global ou estreito e nicho.

As tendências não agem isoladamente. Tecnologias digitais estabelecidas, como a Internet das Coisas (IoT) e inteligência artificial, combinam-se para gerar novas tendências que criam um impacto exponencialmente maior.

Em última análise, três fatores principais permitirão que você identifique o impacto potencial de uma tendência de tecnologia específica nas pessoas, negócios, TI e no mercado de tecnologia.

Novo valor

Identifique oportunidades de negócios claras que essa tendência da tecnologia pode ajudar a explorar ou desafios que ela pode ajudar a resolver para produzir melhores resultados de negócios.

Nível de interrupção digital

Decida se adotar essa tendência significaria mudar o modelo de negócios de sua organização ou inventar um novo. Essa nova tendência poderia substituir as tecnologias ou formas existentes de fazer negócios? Como essa tendência pode atrapalhar o mercado de tecnologia? Embora provavelmente haja oportunidades para novos provedores, novas tendências podem atrapalhar os serviços e o desempenho dos provedores existentes dos quais sua organização pode confiar.

Tipo de impacto

Investigue se o impacto da tendência será sentido apenas dentro de sua organização ou se terá um impacto externo em sua organização. Investigue se o impacto da tendência será sentido apenas dentro de sua organização ou se terá um impacto externo em sua organização.

As tendências de tecnologia também podem diferir no alcance global de seu impacto. Uma tendência pode afetar um ou mais países, ou pode ter um grande impacto em uma região inteira. O tamanho do impacto de uma tendência dependerá dos fatores sociais, culturais, geopolíticos e econômicos de um determinado país ou região.

Não seja reativo quando se trata das últimas tendências para gerar negócios. Frequentemente, quando uma nova tecnologia é revelada, há um burburinho em torno dela muito antes de ser lançada. Faça com que sua equipe de TI analise essas tecnologias futuras e avalie se elas se encaixam em sua estratégia de TI no futuro. Para se manter competitivo e relevante no mundo atual dos negócios, você precisa estar atualizado. Isso ajudará sua empresa a obter o máximo das tecnologias atuais e a fazer os investimentos tecnológicos certos no futuro.

Gostou do conteúdo e gostaria de acompanhar outros artigos sobre tecnologia e negócios? Assine a nossa newsletter e receba diretamente no seu e-mail.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.