Retorno ao trabalho durante a pandemia: quais os cuidados mais importantes?

Com a pandemia do coronavírus, as empresas tiveram que se reinventar de diferentes formas. Além de remodelar o modelo de negócio, investindo no delivery e no ambiente online, as companhias também adotaram protocolos para garantir um retorno ao trabalho seguro para seus colaboradores.

Para ajudar você a se adaptar a essa nova realidade, preparamos um artigo sobre os cuidados mais importantes no retorno às atividades profissionais. Além dessas dicas, mostraremos como a tecnologia é crucial nesse novo cenário. Siga a leitura!

Quais são os cuidados mais importantes no retorno ao trabalho?

Primeiro, mostraremos alguns cuidados básicos para garantir um retorno seguro ao trabalho durante a pandemia.

Tenha um plano de retorno

O plano de retorno deve englobar tanto a preparação do ambiente de trabalho quanto planos para que a tecnologia funcione a favor da conscientização, ao evitar aglomerações. Por isso, mapeie os setores da empresa e delegue funções remotas para o maior número possível de colaboradores.

Caso não seja possível que os funcionários trabalhem em um regime 100% remoto, tente flexibilizar o regime presencial. Um exemplo é a intercalação de jornadas home-office com o comparecimento efetivo à sede. Busque revezar colaboradores, desenhando jornadas de forma a balancear e ter sempre ao menos um representante de cada setor.

Não se esqueça de registrar e repassar orientações relacionadas aos cuidados na utilização de ambientes compartilhados e coletivos na empresa, como salas de reunião, copas e escritórios amplos. Os colaboradores que trabalhem em cubículos colados uns aos outros são especialmente vulneráveis.

Respeite as recomendações dos órgãos de saúde

Quem entende mais de saúde do que os próprios profissionais da área? Principalmente quando falamos de organizações como a OMS, que reúne infectologistas, médicos e estudiosos de todo o mundo. Por isso, se mantenha informado sobre as últimas recomendações e reforce esses valores com todos os funcionários.

Além disso, desconfie de vídeos compartilhados em massa nas redes sociais e em aplicativos. Pesquise sobre a veracidade de informações bombásticas e, se possível, inclua os dados corretos nas newsletters e nos e-mails institucionais.

Invista nos equipamentos de proteção e higiene

Máscaras são eficientes para dificultar a disseminação do vírus e são baratas. Dessa forma, é fundamental distribuir máscaras para os colaboradores, posicionando as peças em lugares estratégicos da empresa, como nas entradas dos edifícios.

Além disso, uma boa ideia é fornecer máscaras mais resistentes para os colaboradores que estejam sempre se deslocando. Inclusive, é importante enfatizar com frequência que as peças não podem ser trocadas livremente. Por isso, deixe bem claro que o uso é individual.

Os supervisores também devem se certificar de que os banheiros estão sempre abastecidos com sabonete, já que lavar as mãos com ele é uma das principais formas de eliminar o vírus. Tal como as máscaras, posicione recipientes com álcool gel nas entradas das propriedades.

Também invista na comunicação interna, enfatizando a importância do uso dessas substâncias. Isso pode ser feito por meio de placas espalhadas no ambiente e também no envio dos e-mails.

Crie uma newsletter

Por falar em comunicação, a empresa pode investir na criação de uma newsletter semanal ou quinzenal, trazendo informações sobre a disseminação do vírus no mundo e a programação de possíveis vacinas. Isso pode ser complementado por esclarecimentos sobre o que a própria companhia está fazendo para proteger os seus funcionários.

Dessa forma, a empresa reforça o senso de comunidade — isto é, de que ela zela pelos seus colaboradores. Além disso, ao manter seus funcionários constantemente informados sobre o estado atual do país, fica mais fácil reforçar a necessidade de cuidados por parte deles.

Conscientize a sua equipe de trabalho

Na hora de conscientizar a sua equipe de trabalho, tome muito cuidado com as aglomerações. Além de serem especialmente perigosas nos dias de hoje, juntar muitas pessoas em um lugar só mina qualquer tipo de campanha que a empresa tente empreender.

Por isso, evite reuniões com muitos colaboradores. Caso elas sejam estritamente necessárias, busque realizá-las online, por meio de programas como o Zoom. Encontros com um número reduzido de funcionários podem acontecer, mas não se esqueça do providencial álcool gel na entrada.

Embora o aperto de mão seja um costume amigável e tipicamente brasileiro, é uma boa ideia evitá-lo e reforçar essa ideia com os colaboradores. É uma medida incluir nas campanhas de conscientização que qualquer descuido no ambiente de trabalho pode resultar até mesmo na infecção de familiares.

Como a tecnologia pode ajudar?

A tecnologia tem ajudado muitas empresas a sobreviver durante a pandemia do coronavírus. O principal exemplo é o próprio regime office: como muitas atividades podem ser realizadas pelo computador, muitas pessoas estão trabalhando em casa e respeitando isolamento social.

Pesquisas mostram que essa tendência tende a se consolidar. Afinal, com diferentes tecnologias em ação, como a computação em nuvem, além da ascensão de diversos aplicativos de encontro por vídeo, tornou-se mais fácil se manter ativo mesmo à distância.

Além disso, açōes como a digitalização de processos (a migração do papel para o ambiente digital) ajudam a reduzir o contato físico — e o melhor, sem reduzir a produtividade do trabalhador. Até mesmo tecnologias como o machine learning podem contribuir de forma significativa.

Isso porque muitos clientes recorrem às compras online durante a pandemia. Com os registros digitais das compras que têm sido feitas, as empresas podem utilizar ferramentas de análise de dados e machine learning para traçar padrões e aproveitar o novo cenário para lucrar mais.

As ferramentas de inteligência artificial (que tem o machine learning como uma das suas principais ramificações) são tão valiosas que têm ajudado até mesmo no combate efetivo ao vírus. A versatilidade dessas tecnologias pode ser empregada pelas empresas para diversificar suas estratégias e municiar as ações de marketing, assim como prover informações valiosas para o departamento financeiro.

Agora que você conhece os cuidados mais importantes para garantir um retorno ao trabalho seguro para os seus trabalhadores, já pode colocá-los em prática. E o melhor: contar com uma ajuda muito bem-vinda da tecnologia. Como pudemos ver, processos como a digitalização e a adoção do trabalho remoto são exemplos de como a TI tem se tornado um diferencial no cenário atual.

Curtiu o post e quer receber os novos artigos em primeira mão? Então, assine a nossa newsletter para não perder nenhum conteúdo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.