Gestão de riscos: qual a importância e como fazer? Entenda aqui

A gestão de riscos pode ser descrita como um conjunto de práticas e processos que permitem aos controladores da companhia e aos responsáveis por seus projetos, identificar falhas e riscos aos quais projetos e o próprio negócio estão sujeitos. O que abre espaço para que soluções para os problemas sejam identificadas rapidamente.

Levando em consideração as características da gestão de riscos, é fácil perceber que ela é fundamental, pois tem o potencial de evitar que as companhias, que a praticam adequadamente, sofram com perdas de recursos como tempo e capital. O que a torna indispensável em um modelo de gestão inteligente!

Agora que você sabe o que é gestão de riscos, e entende porque ela é tão importante, continue a leitura e descubra como implementá-la em sua empresa!

Crie um plano para gerenciar crises

A finalidade do plano para gerenciamento de riscos é basicamente definir os recursos que serão aplicados pela empresa para evitar os problemas acarretados por eles. Para que ele seja efetivo, deve apontar fatores como:

  • o time responsável pelo projeto;
  • a metodologia estratégica que será adotada pela equipe;
  • as ferramentas que estarão à sua disposição.

Esses recursos e o modo como eles atuarão devem ser definidos de acordo com as demandas do projeto. Isso significa que, se os requisitos mudarem, o plano deve ser ajustado para permanecer alinhado ao objetivo.

Identifique a quais riscos o projeto está sujeito

Uma vez que a equipe responsável pelo gerenciamento de riscos foi definida, e que ela recebeu as ferramentas necessárias para desempenhar suas funções, cabe a ela mapear todas as falhas e eventos aos quais o projeto está sujeito.

Neste contexto, é interessante ressaltar que os riscos podem ser divididos nos seguintes grupos:

  • riscos conhecidos — eventos possíveis que já foram identificados pela equipe;
  • riscos desconhecidos — eventos possíveis que não foram identificados pela equipe;
  • riscos negativos — problemas em potencial para o projeto em andamento;
  • riscos positivos — eventualidades capazes de otimizar o andamento do projeto;
  • riscos individuais — eventos capazes de afetar uma etapa única do projeto;
  • riscos gerais — eventos capazes de afetar todo o projeto.

Analise os riscos de forma qualitativa

A análise de riscos qualitativa visa avaliar todos os riscos individuais e conferir fatores como os estragos, que podem ser acarretados por eles e a probabilidade de que eles ocorram. Esse processo é necessário para que a equipe seja capaz de definir um membro responsável para lidar com cada risco individual. O papel desse responsável é pensar em estratégias para solucionar, ou amenizar, os impactos acarretados pelo risco sob sua supervisão.

Analise os riscos de forma quantitativa

De um modo simples, podemos dizer que a análise quantitativa de riscos é uma versão aprofundada da análise qualitativa. Isso porque ela é elaborada com base no estudo de dados estratégicos. Ou seja, para implementá-la corretamente, a empresa precisa contar com uma solução em big data.

A grande vantagem dessa análise é que ela é capaz de apontar fatores como a probabilidade de ocorrência de riscos e seus impactos de uma forma mais precisa. Aumentando assim a eficiência da gestão de riscos.

Crie respostas para os riscos identificados

Uma vez que os riscos são devidamente mapeados e analisados, a equipe deve elaborar uma série de estratégias para lidar com eles. Para garantir a eficiência das soluções desenvolvidas pela equipe, elas precisam estar de acordo com os seguintes critérios:

  • as características do projeto;
  • o orçamento disponibilizado pela empresa;
  • ter a aprovação dos gestores e responsáveis pelo projeto.

Considerando o modo como a gestão de riscos pode beneficiar a operação de uma empresa, é fácil chegar à conclusão de que fornecer, aos responsáveis por ela, as melhores ferramentas é uma boa ideia. Nesse contexto o uso de tecnologias, como a inteligência artificial e o machine learning, surgem como opções muito interessantes!

Um software dotado dessas tecnologias é capaz de analisar dados de um modo mais ágil e eficiente, gerando assim uma série de insights úteis a respeito das probabilidades de ocorrência de eventos e dos impactos que eles podem acarretar para o projeto.

Para garantir a eficiência do software e de suas funcionalidades, porém, é necessário que ele seja desenvolvido por uma empresa séria e confiável, como a Kazap Tecnologia!

Agora que você sabe o que é gestão de riscos, e entende como implementá-la, siga nossos perfis no Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter e confira mais informações relevantes!  

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.