O que é o cloud computing e o desenvolvimento cloud native?

Por meio do Cloud Computing, empresas e organizações são capazes de armazenar, administrar e acessar seus dados de um modo mais ágil e seguro. No ambiente em que vivemos atualmente, onde o uso inteligente de dados está diretamente relacionado ao sucesso de um negócio, tecnologias como essa tem grande relevância.

É por essa razão que entender o funcionamento da Computação em Nuvem, e conhecer os conceitos relacionados a ela, como o Cloud Native, é de suma importância para gestores e empresários!

Levando esse fato em consideração, optamos por preparar este conteúdo com informações mais completas a respeito desse tema. Leia o artigo e descubra o que é o Cloud Computing e entenda como ele se relaciona ao Cloud Native!

O que é Cloud Computing?

Para que empresas sejam capazes de operar softwares e armazenar dados, de uma maneira segura e eficiente, é necessário que elas tenham acesso a servidores, para desempenhar essas funções.

O problema é que a implementação de um servidor próprio demanda um elevado investimento em questões como a aquisição de hardwares e a contratação de profissionais especializados em sua administração. Isso sem considerar a necessidade de sistemas de refrigeração e de segurança, indispensáveis para que um servidor opere de maneira adequada.

A Computação em Nuvem, por sua vez, surgiu como uma solução mais eficiente e econômica do que a implementação de servidores próprios. Basicamente, a tecnologia consiste na terceirização de servidores administrados por empresas especializadas nessa tarefa. Servidores estes que são acessados pela internet.

É importante ressaltar que, além da redução de custos, as empresas que fazem uso do Cloud Computing têm acesso a uma série de outras vantagens. Confira alguns exemplos!

Alta escalabilidade

Conforme a empresa cresce e se desenvolve, é natural que seus processos demandem mais poder computacional. Uma realidade que tende a exigir novos investimentos em infraestrutura e softwares. Isso sem mencionar as atualizações, que tendem a se fazer necessárias, conforme a tecnologia evolui.

Ao recorrer ao Cloud Computing, porém, a empresa pode contratar o serviço de maneira escalonada. Ou seja, de acordo com suas necessidades!

Graças a essa característica, gestores e empresários não precisam realizar novos investimentos sempre que sua demanda por poder computacional aumenta! Além disso, eles não precisam arcar com os custos de recursos não utilizados, em momentos em que a demanda pela computação diminui.

Otimização de segurança

Quando pensamos nos ativos de uma empresa, é fácil chegar a conclusão de que seus dados podem ser listados entre os mais valiosos. Afinal, fazendo uso deles, os líderes da companhia são capazes de elaborar estratégias mais eficientes.

Por essa razão, é importante que as empresas tenham boas práticas de segurança e contem com sistemas de segurança eficientes. Uma questão que tende a tornar a gestão de um data center ainda mais cara e complexa.

Ao contratar um serviço de Computação em Nuvem, porém, esses cuidados, mais complexos, ficam por conta da empresa responsável pelo serviço. O que, além de reduzir os custos da companhia contratante, ainda abre espaço para que ela aloque seus esforços na execução de suas atividades.

É importante ressaltar, porém, que mesmo empresas que fazem uso do Cloud Computing precisam implementar boas práticas de segurança.

Como funciona o Cloud Native?

Por mais potencial que a Computação em Nuvem acarrete, se as empresas não estiverem preparadas para a tecnologia, elas serão capazes de usufruir de apenas uma parte desses benefícios.

O Cloud Native foi criado com base nesta verdade. Basicamente, o conceito pode ser descrito como um conjunto de práticas para tornar o desenvolvimento de soluções em nuvem mais rápidas, seguras, eficientes e econômicas.

Ao fazer uso dessa estratégia de desenvolvimento, os responsáveis pelo projeto são capazes de elaborar aplicações altamente escaláveis e responsivas. Características estas que tendem a tornar a aplicação mais eficaz para o usuário final.

Quais as principais características dessa abordagem de desenvolvimento?

Uma vez que o Cloud Native visa desenvolver soluções pensadas para a Nuvem, ele tem algumas características próprias que o diferenciam de outras práticas de desenvolvimento. Continue a leitura e confira alguns exemplos!

Armazenamento de várias formas

Poucos anos atrás, era comum que os dados de uma empresa fossem alocados em um único banco de dados. As novas demandas do mercado, e a diversidade de soluções disponíveis atualmente, porém, fizeram com que essa atitude deixasse de ser uma opção.

Afinal, se os dados estiverem alocados em um único local, a tarefa de usá-los em atividades diferentes tende a se tornar muito mais complexa e, em alguns casos, inviável.

Por essa razão, a Native Cloud pede que os desenvolvedores deem prioridade a soluções armazenadas em ambientes externos sempre que isso for possível.

Independência de esquemas fixos

Uma vez que as aplicações em nuvem devem ser capazes de operar em diferentes plataformas, é necessário que elas sejam desenvolvidas independentemente de esquemas fixos.

Tal cuidado se faz necessário para que a aplicação em questão funcione, de uma maneira eficiente, independentemente do local em que ela está alocada. É importante levar em consideração que essa tarefa não é simples, de modo que deve ser executada por profissionais capacitados.

Duplicação de dados

Embora via de regra a duplicação de dados não seja positiva, ela tem utilidade no contexto do Cloud Computing. Isso ocorre porque, quando os dados são duplicados, eles podem ser acessados e utilizados, mais facilmente, em estruturas de nuvens diferentes.

O Cloud Native costuma usar essa prática para aumentar a resiliência de aplicações em nuvem.

Interface de serviços

Quando os profissionais precisam lidar com nuvens diferentes, é possível que o volume de informações torne a tarefa mais complexa, o que pode levá-los a cometer erros. Para lidar com esse problema, as principais empresas provedoras de Computação em Nuvem costumam oferecer interfaces de serviços.

Ao fazer uso dessas interfaces, os profissionais são capazes de utilizar todo o potencial da nuvem e perdem menos tempo com erros e falhas.

Por essa razão, os Cloud Native exige que os desenvolvedores criem suas soluções alinhadas a estas interfaces, para que o usuário final possa acessá-las por meio delas.

A computação em nuvem é uma das ferramentas mais úteis para empresas que pretendem administrar seus dados de maneira inteligente. Por meio do Cloud Native, porém, a tecnologia tende a se tornar ainda mais eficiente, o que torna recomendável a implementação dessa prática de desenvolvimento.

Depois de ler este artigo, você sabe o que é Cloud Computing e entende como essa tecnologia está relacionada ao Cloud Native. Assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos de valor, como este!  

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.